(34) 3317-5555 Celso 34 99105-5559 Boi 34 99281-6000 Cotação do Leite

Notícias

Voltar

Preço do leite deve subir em fevereiro, estima Cepea.

17/01/2019
Preço do leite deve subir em fevereiro, estima Cepea.

A oferta, que não está se elevando de forma intensa, e o aumento da competição entre empresas podem sustentar os valores do produto.

O movimento nas cotações do leite visto em 2018 deve persistir em janeiro deste ano segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP. No entanto, a expectativa do mercado é de que já em fevereiro as cotações possam sinalizar certa recuperação. A oferta, que não está se elevando de forma intensa, e o aumento da competição entre empresas para assegurar a matéria-prima podem elevar os valores do produto.

Além disso, no final de 2018, as assimetrias de informações e ações especulativas diminuíram a confiança de produtores em seguir aumentando a produção, limitando a oferta já em janeiro. Assim, a expectativa é de que os preços fiquem acima dos patamares observados no início de 2018, mas abaixo dos negociados no começo de em 2017.

A produção de leite, contudo, pode ser estimulada ao longo de 2019, tendo em vista a possível maior disponibilidade de grãos neste ano. De acordo com o Cepea, para a temporada 2018/2019, é esperado aumento na oferta de milho no Brasil e no mundo.

No Brasil, a elevação deve ocorrer devido aos maiores patamares de preços do cereal nos últimos meses e ao rápido semeio da soja na primeira safra, que favorece o cultivo da segunda temporada de milho. Com isso, deve haver aumento do excedente interno, mesmo com maior consumo, o que pode pressionar as cotações.

Em termos mundiais, porém, a demanda deve aumentar mais que a oferta, pressionando os estoques e podendo elevar os preços internacionais. Espera-se, também, aumento nas transações internacionais, o que deve ser uma boa alternativa para as exportações brasileiras.

 

DEMANDA

O mercado espera que a possível retomada de crescimento da economia, com inflação controlada, taxa de juros baixa e melhora do mercado de trabalho, resulte em aumento no poder de compra de brasileiros, o que, por sua vez, tende a aquecer o consumo de lácteos.

O Cepea indica que ainda que a expectativa de aumento do Produto Interno Bruto (PIB) seja de modestos 2,5%, a perspectiva de elevação do poder de compra do brasileiro aumenta as possibilidades de maior ajuste entre oferta e demanda, o que diminui as expectativas de preços despencando, especialmente no primeiro trimestre de 2019.

No entanto, é importante destacar que a sustentação desse cenário econômico favorável vai depender da habilidade do novo governo em aprovar medidas para controle dos gastos públicos.

 

MERCADO INTERNACIONAL

O aumento da taxa de juros norte-americana para o ano de 2019 deve elevar o dólar, que pode ficar entre R$ 3,70 e R$ 3,80. Os preços internacionais dos lácteos podem estar ligeiramente menores em 2019, devido ao estoque elevado de leite em pó no final de 2018 e ao crescimento da produção da Nova Zelândia e dos Estados Unidos.

Além disso, o consumo internacional pode se desacelerar, em função da disputa comercial entre China e Estados Unidos e da queda nos preços do petróleo. Assim, as importações de lácteos podem ser favorecidas. No que diz respeito às exportações, é possível maior participação brasileira no mercado mundial, por conta dos esforços conjuntos realizados nos últimos anos por organizações do setor.

 

FONTE: https://canalrural.uol.com.br/noticias/pecuaria/leite/preco-do-leite-deve-subir-em-fevereiro-estima-cepea/

Compartilhe: